Hacker troca Sistema da Samsung pelo da Google no Galaxy Gear 2

Hacker troca Sistema da Samsung pelo da Google no Galaxy Gear 2

Há um novo modelo de smartwatch com Android Wear no mercado, ao menos extraoficialmente. O Galaxy Gear 2, da Samsung, é vendido originalmente equipado com o sistema Tizen, feito pela própria fabricante coreana, mas ele já consegue rodar o Android Wear. A façanha foi obtida pelo programador de codinomebiktor_gj, que anunciou seus primeiros resultados no fórum XDA Developers.
Hacker substitui Tizen por Android no Galaxy Gear 2 (Foto: Reprodução/9to5Google)Hacker substitui Tizen por Android no Galaxy Gear 2 (Foto: Reprodução/9to5Google)
A tarefa de “portar” um sistema operacional para um dispositivo não-compatível é muito comum no mundo dos smartphones. São essas as adaptações responsáveis, por exemplo, por levar o Android 4.4 a um aparelho antigocomo o Motorola Razr D3. Quando o assunto são os relógios inteligentes, parece que os hackers do XDA se dedicarão até a trocas completas de sistema operacional.
O Tizen é uma plataforma iniciante e que enfrenta problemas comuns de quem ainda não tem o cacife de Android ou iOS. Portanto, faltam apps e a usabilidade não evolui tão rápido quanto na concorrência. Com o Android Wear, pode-se dizer, portanto, que o Gear 2 deverá ganhar um salto de qualidade: Google Now, comandos de voz e os aplicativos feitos para o sistema do Google têm tudo para estarem lá.
Ainda falta tempo para que as melhorias possam ser aproveitadas por qualquer um, pois a adaptação ainda está em fase inicial. Mas, o Gear 2 liga com o Android Wear e já aparenta oferecer várias de suas funções. Bluetooth e touchscreen, por enquanto, ainda falham, e a bateria dura pouco. Para donos do smartwatch com Tizen, fica a esperança de poder, em breve, rodar um software mais moderno no pulso.

Compartilhe usando