Nova tecnologia para TVs permitirá que usuários 'puxem’ imagens da tela

Nova tecnologia para TVs permitirá que usuários 'puxem’ imagens da tela

Uma pesquisa conduzida por diversas universidades europeias quer levar a evolução de displays para um novo patamar, indo além de uma maior quantidade de pixels ou diminuição de espessura de tela. O Ghost, como está sendo chamado o projeto, quer tornar as telas adaptáveis ao gesto do usuário, e elas passariam a ter formas e se adaptar conforme o toque.
No futuro, monitores poderão criar formas reais (Foto: Divulgação/Ghost)No futuro, monitores poderão criar formas reais (Foto: Divulgação/Ghost)
O projeto Ghost utiliza uma tecnologia conhecida como levitação por ultrassom para se moldar conforme o toque. A ideia para criação do projeto surgiu para dar formas 3D reais às imagens, função que não é possível com as telas que conhecemos hoje.
A tecnologia ainda está no campo de pesquisa e não tem previsão de chegada ao mercado, mas há uma série de aplicações possíveis em que ela poderia ser usada, como em mapas digitais onde seria possível mostrar fisicamente as nuances de relevo, por exemplo. A tecnologia também poderia ser usada para criar um órgão em 3D e ser operado por um médico em treinamento.
Tecnologia pode ser usada para criar mapas em 3D real (Foto: Divulgação/Esben Warming Pedersen)Tecnologia pode ser usada para criar mapas em 3D real (Foto: Divulgação/Esben Warming Pedersen)
Os pesquisadores criaram uma série de protótipos para demonstrar a capacidade do projeto Ghost. Um deles é o Emerge, um gráfico interativo em três dimensões que se modifica conforme interação com o software ou pelo toque do usuário.
Entre as instituições envolvidas estão a Universidade de Bristol, do Reino Unido, e a Universidade de Eindhoven, da Holanda. O projeto está em desenvolvimento desde 2013 e os pesquisadores estimam que sejam preciso no mínimo mais 10 anos para que a o projeto Ghost chegue em um estágio avançado. Um dos desafios é adaptar a tecnologia para ser usada em dispositivos menores, como smartphones e tablets.

Compartilhe usando