Novo dispositivo carrega celulares a partir do movimento das pernas

Novo dispositivo carrega celulares a partir do movimento das pernas

Um projeto desenvolvido por brasileiros quer utilizar o joelho para carregar aparelhos portáteis, como smartphones. Chamado de Ônix, o dispositivo preso à perna utiliza o movimento de andar para gerar eletricidade. A energia fica armazenada em uma bateria que é repassada ao aparelho por um cabo USB.
Bateria e gerador ficam presos em um case acoplado à perna (Foto: Divulgação/Projeto Ônix)Bateria e gerador ficam presos em um case acoplado à perna (Foto: Divulgação/Projeto Ônix)
O projeto foi criado pelo estudante Carlos Dias,16, e pelo técnico em mecatrônica, Rodrigo Sampaio, 20. A ideia por trás do Ônix é evitar que o usuário fique preso a uma tomada e possa carregar seu aparelho livremente, seja caminhando para o trabalho ou fazendo exercício, como uma corrida.
Para carregar a bateria por completo é preciso duas horas e meia de caminhada – uma motivação a mais para sair do sedentarismo. Caso o smartphone esteja completamente desligado, com apenas 15 minutos de exercício já é possível dar uma carga suficiente para efetuar uma chamada de emergência.O Ônix utiliza um gerador que é preso à perna em um suporte com velcro. Dentro desse suporte também há uma bateria com capacidade para 9 mil mAh, além de um limitador de tensão.
O projeto ainda está em fase de testes. Um dos desafios dos desenvolvedores é criar uma versão menor e com visual mais atraente, além de melhorar o processo de fabricação. Ainda não há uma previsão de lançamento, mas estima-se que o preço gire em torno de R$ 150 e R$ 200.

Compartilhe usando